Pular para o conteúdo principal

A história da jovem que foi estuprada por seu pai Testemunha De Jeová com 11 anos de idade

Uma jovem de nome Angie ,  revelou para um site na Romênia , que foi abusada sexualmente por seu pai , conhecido como Testemunha De Jeová  .
Segundo a jovem os abusos começaram quando ela tinha 11 anos de idade e os abusos duraram por quatro anos .
Segundo a jovem seu pai matou sua infância  .
Segundo a jovem ela procurou a comunidade religiosa das Testemunhas De Jeová para denunciar seu pai e obter ajuda , mas esses responsabilizaram ela pelos abusos .
O blog Testemunhas De Jeová Em Foco divulga abaixo o texto da reportagem para seus leitores .
No final do texto contem o link para acessar a reportagem original .

Texto da reportagem
 .

" Uma jovem disse sobre as experiências que ela vivia em apenas 11 anos, marcando sua vida. A menina foi estuprada por quatro anos pelo pai, um membro do culto religioso Testemunhas de Jeová " .
 Desesperada, a menina pediu a ajuda dos outros membros, mas o que se seguiu foi realmente ultrajante.
Depois de muitos anos, a jovem abusada decidiu romper o silêncio esperando que sua experiência encoraje  outras mulheres a buscar ajuda das autoridades competentes para lidar com tais casos.
Angie revelou  como seu pai acordou certa  noite e começou a tocá-la em partes íntimas. "Quando acordei, meu pai estava ao meu lado.
Ele estava começando a me tocar onde nenhum pai deveria tocar seu filho .
Seu pai, membro da seita  "Testemunhas de Jeová", não era o protetor, mas o executor que matou sua infância.
 Depois de quatro anos de terríveis tormentos, Angie contou o que aconteceu com os outros membros da seita  , sem denunciar seu pai as autoridades .
 A congregação das Testemunhas De Jeová  não estava com ela, enquanto os membros a acusavam de tudo o que ela faz ser culpa dela.
 "Eu tenho procurado ajuda com os membros do salão , mas os abusos continuaram, eles deveriam ter me ajudado, porque eu era apenas uma criança, nunca vou esquecer o que sofri, e com o tempo aprendi a viver e assim", disse ela . com angústia no coração, .
Membros da organização religiosa lhe perguntaram onde seu pai a tocava e como ela estava fazendo.
 Além disso, para convencê-la de que ela é culpada, eles lhe contaram vários episódios da Bíblia , perguntando-lhe quais roupas ela usava naqueles momentos de tortura. 
Angie confessou que lamenta que não denunciou seu pai as  autoridades .
 "Eu estava muito assustada 
 e  doutrinada  religiosamente. 


Créditos pelas informações : ro.blastingnews.com/societate/2017/05/povestea-tinerei-abuzata-de-tatal-ei-membru-al-bisericii-martorii-lui-iehova-001685327.html


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedofilia leva polícia a invandir sede das Testemunhas de Jeová na Holanda

Incêndio destrói Salão do Reino das Testemunhas de Jeová nos Estados Unidos

Testemunhas de Jeová estão sendo processadas na Suécia por exibirem vídeos inapropriados para menores