Nome de Testemunha de Jeová é vetado em monumento as vítimas do Holocausto na Holanda


O nome de uma Testemunha de Jeová que morreu num campo de concentração na Alemanha nazista  foi vetado em um memorial dedicado as vitimas do Holocausto na Holanda  . 

A prefeitura de Amsterdã construiu recentemente um memorial em homenagem as 120.000 vitimas holandesas que perderam suas vidas no Holocausto . ( foto )
Segundo o regulamento do memorial todas as vitimas holandesas do holocausto que não tiveram sepulturas terão seus nomes colocados no monumento .
Os nomes das vitimas  que terão seus nomes  colocados no monumento são escolhidos pelo público e logo depois são analisados por um conselho de historiadores escolhido pela prefeitura de Amsterdã . Após aprovação do conselho , o nome da vítima é colocado no monumento . 

 Richard Van de Velde , professor de historia e membro de uma associação de historiadores na cidade de Culemborg decidiu escolher um nome de umas das 120.000 vítimas holandesas do Holocausto para colocar no monumento construído pela prefeitura de Amsterdã .
O nome escolhido por ele  foi de uma das 100 Testemunhas de Jeová holandesas que perderam suas vida durante o Holocausto  . 
Para a surpresa do professor , o conselho de historiadores não aprovou o nome escolhido por ele . 

Segundo o conselho apenas vitimas judeus podem ter seus nomes colocados no monumento .
Um dos motivos é que os judeus foram perseguidos e mortos sem causa . 
A perseguisão sofrida pelas Testemunhas de Jeová foi por motivos religiosos é elas tinha as oportunidades  de saírem dos campos de concentrações e escaparem das mortes que sofreram .
Bastava apenas assinar um documento renunciando suas fé . 
Os judeus não tiveram essas oportunidades das Testemunhas de Jeová .

 Fonte das informações : https://www.nrc.nl/nieuws/2017/02/21/jehovas-mogen-niet-op-het-monument-6874133-a1547088

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vazamento de carta indica que Testemunhas de Jeová lançarão um novo livro em outubro

Testemunha de Jeová vira herói do Grêmio na Taça Libertadores da América

Testemunhas de Jeová são acusadas de incentivar mulheres a suportar violência