Testemunhas de Jeová realizam bazar beneficente para angariar fundos para a obra mundial




Cerca de 225 voluntários  das  Testemunhas de Jeová  que vieram  de várias partes dos Estados Unidos realizaram  nesse final de semana em Beaumont no Texas , uma espécie de bazar beneficente para arrecadar fundos para a organização religiosa . No bazar beneficente foram colocados a disposição do público vários itens , tais como materiais de construção , ferramentas ,equipamentos de escritórios e cozinhas e até mesmos trailers que foram usados como moradia pelos voluntários . Todos os itens colocados a venda no bazar foram usados recentemente pelos voluntários no reparo de locais de adoração das Testemunhas de Jeová conhecidos como Salões do Reino e também em casas de membros da comunidade religiosa que foram danificados pelo furacão Harvey . 
Segundo os voluntários todo o dinheiro arrecadado será usado em prestar ajuda humanitária .

Veja abaixo como os voluntários promoveram o evento para o público 







Estamos liquidando os suprimentos e equipamentos usados ​​para reparar casas e locais de culto danificados pelo furacão Harvey. Depois de meses de reformas, muitas famílias estão de volta em suas casas e agora estamos prontos para vender os suprimentos que foram usados. Esperamos que você possa vir e ver o que temos. Deixe-nos saber se você tem alguma dúvida!


Como as Testemunhas de Jeová encaravam os outros grupos religiosos que promoviam eventos para angariar fundos para seus templos ? 





Como Jeová faz prosperar a sua obra
NAS décadas recentes, as Testemunhas de Jeová têm tido um aumento fenomenal. Só nos últimos dez anos, aumentaram de 42.600 para 60.192 congregações, em 212 terras. Em vista disso, alguns perguntam: Como é financiada a obra das Testemunhas de Jeová? A Sociedade Torre de Vigia tem o prazer de, por meio deste artigo, responder a esta e a outras perguntas relacionadas.
As Testemunhas de Jeová cobram dízimo?
Não. No antigo Israel, o dízimo era obrigatório sob a Lei mosaica a fim de sustentar os trabalhadores do templo, os levitas e os sacerdotes. (Números 18:21, 24-29) Estes não tinham terras segundo a tribo, mas sim certas cidades, de modo que necessitavam desse apoio especial. Além disso, os israelitas fiéis podiam dar contribuições voluntárias para projetos especiais, como a construção do tabernáculo e, mais tarde, do templo. — Êxodo 25:1-8; 1 Crônicas 29:3-7.
Contudo, quando Jesus morreu, a Bíblia diz que ‘ele aboliu a Lei de mandamentos, consistindo em decretos’. (Efésios 2:15; Colossenses 2:13, 14) Em outras palavras, do ponto de vista de Deus, a Lei não mais se aplicava aos judeus nem aos cristãos. Assim, junto com outras modalidades da Lei, como os sacrifícios regulares no templo, não mais se exigia o dízimo dos fiéis.
Entre os cristãos, o dar é motivado pelo amor, não por lei. O apóstolo Paulo explicou esse princípio quando organizou uma coleta em favor de cristãos necessitados na Judéia. Ele disse: “Faça cada um conforme tem resolvido no seu coração, não de modo ressentido, nem sob compulsão, pois Deus ama o dador animado.” (2 Coríntios 9:7) Este método bíblico, de dar voluntariamente, é usado pelas Testemunhas de Jeová.
Vocês promovem jantares beneficentes, envelopes de recolhimento, solicitação de fundos e outros meios similares de levantar fundos?
Não, os cristãos verdadeiros não precisam ser coagidos ou subornados a dar, induzidos por recompensas. Grupos religiosos que recorrem a bingo, bazares, rifas, festas, reserva de bancos de igreja ou à passagem de pratos de coleta, revelam que não deram aos seus adeptos alimento espiritual, de modo que o espírito de Deus não induz seus paroquianos a voluntariamente contribuir fundos. Pode-se dizer o mesmo dos que recorrem à desatualizada prática do dízimo. — Mateus 10:8.
Como vocês financiam as construções de Salões do Reino e de filiais, bem como a expansão na sede em Brooklyn e em Patterson, Nova Iorque?
Jeová derrama seu espírito santo sobre suas testemunhas, habilitando-as a ‘praticarem o bem, para serem ricas em obras excelentes, para serem liberais, prontas para partilhar, entesourando para si seguramente um alicerce excelente para o futuro, a fim de que se apeguem firmemente à verdadeira vida’. (1 Timóteo 6:18, 19) Este espírito motiva as Testemunhas de Jeová a apoiarem de muitas maneiras a obra do Reino.
Em 1989, por exemplo, 3.787.188 Testemunhas, em 212 terras, devotaram 835.426.538 horas ao ensino da Palavra de Deus. E dirigiram 3.419.745 estudos bíblicos domiciliares regulares com pessoas interessadas. Quaisquer despesas que incidiram sobre essa obra foram cobertas pelos que a realizaram. Jeová recompensou esse trabalho amoroso com um aumento de 263.855 novas Testemunhas batizadas.
Um espírito similar de querer contribuir motiva as Testemunhas e as pessoas interessadas a cooperar na obra em sentido financeiro. Além de ajudar a custear as despesas regulares na congregação local, elas apóiam qualquer empreendimento de construção que se faça necessário, como reformar ou ampliar seu Salão do Reino ou Salão de Assembléias, ou construir novos. Todo ano, devido ao rápido aumento, é necessário construir muitos Salões do Reino, alguns ao custo de centenas de milhares de dólares. As Testemunhas locais arcam com essas despesas, por meio de contribuições voluntárias e mão-de-obra.
Ademais, em muitos países, tem sido preciso ampliar — ou construir novas — instalações gráficas e escritórios, além de prédios residenciais, para fazer face ao aumento de pessoal e de dependências necessárias para a crescente organização. O apoio a estes projetos dá-se também através de doações e mão-de-obra voluntárias, o mesmo acontecendo nas construções e reformas feitas em Brooklyn e em Patterson, Nova Iorque. Onde possível, Testemunhas locais financiam a construção. Em alguns casos, a Sociedade Torre de Vigia (EUA) providencia que as filiais recebam ajuda de outros países, tanto financeiramente como em forma de mão-de-obra especializada. Assim, sob a direção da Sociedade, há uma “reciprocidade”. — 2 Coríntios 8:14.
Por que vocês não mantêm hospitais ou clínicas nem participam em obras de assistência e outros serviços sociais, como fazem muitos grupos religiosos?
As Testemunhas de Jeová atendem prontamente a emergências, na esteira de guerras ou de desastres naturais, quando lhes é possível. De fato, em geral são os primeiros a chegar, trazendo alimentos, roupas e voluntários para ajudar na reconstrução. Contudo, as Testemunhas de Jeová não mantêm hospitais ou clínicas, como também não operam corpos de bombeiros ou forças policiais, que também visam preservar vidas.
As Testemunhas de Jeová são ministros dedicados do evangelho, e sua designação é pregar e ensinar as boas novas do Reino de Deus em todo o mundo para um testemunho antes de vir o fim. (Mateus 24:14) Como disse Jesus, a colheita é grande e os trabalhadores são poucos. Seria imperdoável negligenciar essa obra todo-importante a fim de assumir outras atividades, ainda que meritórias. — Mateus 9:37, 38.
Um bom número de Testemunhas de Jeová são médicos, enfermeiros ou funcionários de hospital. Mas elas encaram tais serviços como tarefa adicional à sua vocação primária, o ministério cristão.
Algum funcionário ou membro da Sociedade Torre de Vigia ganha dinheiro em função da intensa atividade impressora da Sociedade?
Enfaticamente, não! Por lei, a Sociedade é uma entidade sem fins lucrativos. Não há acionistas, nem dividendos, nem mesmo salários. Cada ministro na sede mundial, ou nas filiais, incluindo o presidente da Sociedade e os diretores, fez um voto de pobreza legal. A pessoa recebe alimentação, acomodação e a necessária assistência médica, bem como um modesto reembolso para pequenas despesas. Se uma Testemunha viaja a serviço da Sociedade, em geral, são-lhe custeadas as despesas de viagem.
Ademais, em lugar algum do mundo os nossos ministros cobram para realizar casamentos, batismos ou funerais. E não se cobram entradas nem se fazem coletas nos discursos públicos ou nos congressos.
Visto que jamais se passam pratos de coleta, de que modo as congregações locais recebem contribuições para cobrir as suas despesas?
Nos Salões do Reino há caixas de contribuições, de modo que as pessoas podem fazer donativos voluntários, se desejarem. (2 Reis 12:9) Todos os donativos, grandes ou pequenos, são apreciados. (Marcos 12:42-44) Mensalmente, o ministro responsável pelas contas da congregação faz um breve relatório à congregação, informando o total das contribuições recebidas, das despesas e dos donativos da congregação à Sociedade Torre de Vigia em apoio da obra de pregação mundial e de outros empreendimentos.
Entendendo esse arranjo, as pessoas podem participar nele, se desejarem, ‘conforme tiverem prosperado’. (1 Coríntios 16:2) Este é o procedimento em todas as mais de 60.000 congregações no mundo inteiro.
Em Pentecostes, os primitivos cristãos tinham todas as coisas em comum. Dá-se o mesmo com as Testemunhas de Jeová?
Surgiu uma situação de emergência depois de Pentecostes de 33 EC, quando judeus de lugares distantes, recém-convertidos ao cristianismo, permaneceram em Jerusalém para assimilar mais esclarecimento espiritual. Eles necessitavam temporariamente de acomodações e alimentação; assim, os cristãos locais promoveram uma venda voluntária de propriedades e uma distribuição geral das receitas a fim de atender às necessidades de um estendido período de companheirismo. (Atos 2:1, 38-47; 4:32-37) Ninguém era obrigado a vender ou a doar. (Atos 5:1-4) Tal usufruto de coisas em comum não era comunismo, como alguns supõem. Era meramente um arranjo temporário. Quando os cristãos retornaram às suas próprias casas, o arranjo findou.
Ensinam vocês que o dar materialmente é um meio de expiar pecados?
Longe disso! A Bíblia diz: “Sabeis que não foi com coisas corruptíveis, com prata ou ouro, que fostes livrados da vossa forma infrutífera de conduta, recebida por tradição de vossos antepassados. Mas foi com sangue precioso, como o de um cordeiro sem mácula nem mancha, sim, o de Cristo.” — 1 Pedro 1:18, 19.
As Testemunhas de Jeová depositam fé no sacrifício de resgate de Jesus para a salvação. Não fazem contribuições voluntárias na esperança de que isso lhes traga a salvação. Não obstante, elas sabem que são necessários muitos recursos para divulgar as boas novas a respeito do novo mundo justo, de Deus. (2 Pedro 3:13) E consideram que contribuir em favor dessa proclamação é um privilégio concedido por Jeová.
Quando o Rei Davi fez uma enorme doação ao templo de Jeová que seu filho Salomão iria construir, ele orou: “Tuas, ó Jeová, são a grandeza, e a potência, e a beleza, e a excelência, e a dignidade; pois teu é tudo nos céus e na terra. . . . E, no entanto, quem sou eu e quem é meu povo, que retenhamos poder para fazer ofertas voluntárias tais como estas? Porque tudo procede de ti e da tua própria mão o demos a ti.” — 1 Crônicas 29:11, 14.
Atualmente, as Testemunhas de Jeová e outras pessoas voltadas à justiça pensam assim como Davi pensava. Sentem-se felizes com o privilégio de fazer contribuições em apoio da obra de louvar a Jeová, reconhecendo que, de qualquer modo, tudo o que dão para o Seu serviço vem Dele. Jeová abençoa esse espírito, e é assim que ele faz prosperar a Sua obra.

Fonte das informações : https://www.12newsnow.com/article/news/local/jehovahs-witness-organization-raises-money-for-disaster-relief/502-571645165

https://www.facebook.com/pg/Beaumontreliefsale/about/

https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1990886


Comentários

  1. Graça e paz em Jesus Cristo Nosso Rei e Senhor!

    QUE VERGONHA ESSA HIPOCRISIA!

    Leia este artigo da torre hipócrita:


    g78 8/12 pp. 29-32
    Observando o Mundo
    Os Jovens e as Igrejas
    ◆ A recente Pesquisa Gallup Sobre os Jovens, revelou que mais e mais adolescentes americanos estão “desligados” das igrejas da cristandade. Apenas 25 por cento dos jovens consultados expressaram alta confiança na religião organizada. Muitos foram os comentários como este: “Bingo, bazar e péssimos sermões — isso é o que é a igreja”, e que os freqüentadores das igrejas são “espiritualmente superficiais”. Muitos comentaram sobre a hipocrisia das igrejas e de seus devotos, e sobre o fato de que as igrejas não ensinam sobre Deus ou a Bíblia. Entretanto, a maioria dos jovens — 95 por cento — disseram que acreditam em Deus.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pedofilia leva polícia a invandir sede das Testemunhas de Jeová na Holanda

Incêndio destrói Salão do Reino das Testemunhas de Jeová nos Estados Unidos

Testemunhas de Jeová estão sendo processadas na Suécia por exibirem vídeos inapropriados para menores