Congressos das Testemunhas de Jeová viram caso de polícia na Suécia após discriminação contra movimento LGBT





Virou caso de polícia na Suécia a série de Congressos realizados em 2018 pelas Testemunhas de Jeová no país . Nessa sexta-feira o jornal Metro divulgou a informação que a polícia local está investigando a organização religiosa por discriminação contra o movimento LGBT . 

Segundo informação do jornal Metro no último dia 22 de maio , o Conselho Norueguês de Mídia enviou um email para a polícia de Estocolmo , informando que eles suspeitavam que haveria violação da lei nos Congressos 2018 das Testemunhas de Jeová . Segundo o jornal Metro nesse momento a polícia local está coletando evidências e informações que confirmem que as Testemunhas de Jeová cometeram crime de ódio contra o movimento LGBT . A polícia está tentando ter acesso ao vídeo exibido nos Congressos realizados nas últimas semanas como prova definitiva da violação . 


O jornal Metro também informou na sua edição dessa sexta-feira , que os Congressos realizados pelas Testemunhas de Jeová nesse ano de 2018 na Suécia  não respeitou a lei de censura do país e devido a isso a polícia abriu outra investigação contra a organização religiosa  . Segundo informações do jornal , meses antes de começarem a realização da série de Congressos no país , a organização religiosa deveria ter enviado os vídeos que seriam exibidos no evento para serem avaliados pelo National Media Council , órgão que tem a tarefa de estabelecer os limites de idade para filmes a serem mostrados para menores de 15 anos . 
A National Media Council declarou para a polícia que os vídeos nunca foram enviados . Além de não ter recebido os vídeos que seriam exibidos nos congressos , a National Media Council declarou que tomou conhecimento que vários vídeos que foram exibidos nos Congressos realizados pela organização religiosa foram considerados inapropriados para 
menores de idade .


Fonte das informações : https://www.metro.se/artikel/efter-metros-avslöjande-om-jehovas-vittnen-polisen-inleder-förundersökning-om-hets-mot-folkgrupp

Segue abaixo a imagem do artigo publicado na página 6 do jornal Metro nessa sexta-feira , dia 6 de julho de 2018 com a tradução da notícia realizada pelo Google . 




Testemunhas de Jeová suspeitas de discursos de ódio




Anti-HBTQ . Em uma reunião no Stadshus de Estocolmo, as Testemunhas de Jeová mostraram filmes com mensagens anti-HBTQ. Agora, a polícia iniciou uma investigação preliminar sobre suspeita de discurso de ódio.
No domingo, as Testemunhas de Jeová mostraram vários filmes durante a reunião na Feira de Estocolmo, que faz parte da cidade de Estocolmo.
Em um dos filmes, uma forte separação das pessoas HBTQ é mostrada. No total, havia cerca de 8.000 pessoas na plateia durante o evento, centenas delas eram crianças.
De acordo com o National Media Council, que tem a tarefa de estabelecer os limites de idade para os filmes a serem mostrados a crianças com menos de 15 anos, o evento preencheu os critérios para um 'encontro geral' e os filmes seriam, por lei, necessários. passado pela Autoridade.
Mas os filmes nunca foram enviados para o conselho de mídia do estado e um anúncio policial do incidente foi recebido no fim de semana. A polícia agora confirma que iniciou uma investigação preliminar.
"É sobre os filmes que foram mostrados e investigamos dois crimes suspeitos. Ambos exibem filmes para crianças menores de 15 anos e um dos filmes por suspeita de incitação ao ódio em como agir sobre questões relacionadas ao HBTQ", diz Sara Isaksson, investigadora do site. o grupo de democracia e ódio da polícia.
Neste momento , a polícia está coletando evidências e informações sobre o que aconteceu. Entre outras coisas, a polícia quer pegar o filme que trata dos problemas do HBTQ.
"É muito importante o conteúdo do filme e descobrir que isso representa um descrédito contra os homossexuais", diz Sara Isaksson.
No dia 22 de maio, o Conselho Norueguês de Mídia enviou um email para a polícia de Estocolmo, onde eles escreveram que suspeitavam que haveria violações da lei durante o evento.
Sara Isaksson não pode responder porque a polícia não respondeu à dica.
"É difícil responder o que foi feito para a decisão", diz ela.
Neste fim de semana, as Testemunhas de Jeová têm um novo encontro em Malmö com o mesmo programa de Estocolmo.
Nos últimos quatro anos, as Testemunhas de Jeová tiveram sua reunião anual na Feira de Estocolmo. Mas os eventos do fim de semana podem ter sido os últimos.
"Não deve haver atividade no Stadshus de Estocolmo, que é incompatível com a legislação. Se isso foi feito, então é lamentável", diz Thomas Andersson, vice-presidente da Stockholms Stadshus AB.
As Testemunhas de Jeová receberão novamente o Stadshus de Estocolmo?
"Pode não haver atividades que violem a lei no Stadshus. Vamos ver o que a investigação mostra", diz Thomas Andersson

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Rolex de Stephen Lett

A burrice da pregação das Testemunhas de Jeová

São Paulo sediará Congresso internacional das Testemunhas de Jeová em 2019